Basquete oferece opção para a prática desde criança

 

Um dos esportes mais populares do mundo, o basquete ainda não tem tanto peso quanto o futebol ou vôlei no Brasil, mas gradativamente ganha mais adeptos. O incentivo tem, entre outras origens, a NBA, liga americana considerada emocionante e espetacular. Jogadores brasileiros, como Oscar Shmidt, também inspiraram garotos a praticar o esporte em escolas e clubes e tornarem-se atletas.

Na APCEF-PR, o basquete é estimulado desde a infância. Sócios mirins de 7 a 15 anos podem aprender os fundamentos da modalidade e a jogar na escolinha, oferecida gratuitamente. Para os marmanjões que já costumam treinar e encestar, as opções são os treinos e competições, como o metropolitano, organizado pela federação estadual da modalidade, e torneios organizados por clubes ou equipes.

Desses jogadores, sócios empregados da Caixa Econômica Federal podem ter a chance de integrar o time que representa a APCEF-PR em competições regionais, como os Jogos do Sul, ou nacional, no caso, os Jogos da Fenae.

Quando acontece - Os treinos ocorrem às segundas-feiras, das 21h às 22h30, às quartas-feiras, das 20h30 às 22h30 e sábados, das 16h às 18h. A escolinha é ministrada aos sábados, das 15h às 16h.

Como participar – Falar com o professor Bruno Bressan para avaliação. No caso dos treinos, é preciso ter mais de 16 anos.

Contato: Professor Bruno Bressan – 99955-9923/99642-1535 (WhatsApp) e esportes@apcefpr.org.br

Diretor de Esportes: Emerson Pinto
Gerente de Esportes: Ester Kokubu
Coordenação de basquete: Ricardo Mais Loss - 98404-8542 e e-mail ricardomaia1@hotmail.com

bot_o associe-se.png

MATRIZ CAIXA 600X400.jpg

Não tem sentido! Caixa lucra mais, mas com redução do papel social e dos investimentos

O banco teve lucro líquido 11,5 bilhões entre janeiro e setembro. Mais uma vez, resultado recorde foi obtido com retratação do crédito, mais tarifas e redução do número de empregados

card-fenae-deficit-02.png

Deficit da Funcef continua crescendo

Fundação ganha mais com juros cobrados dos participantes no CredPlan do que com os títulos públicos. FIPs têm a maior valorização, com 10,89%

Matriz3-600x400.jpg

CEE/Caixa se reúne com o banco no dia 12 de dezembro

Dionísio Reis, coordenador da comissão, lembra que os empregados do banco podem enviar sugestão de patuás para as mesas de negociações