Basquete oferece opção para a prática desde criança

 

Um dos esportes mais populares do mundo, o basquete ainda não tem tanto peso quanto o futebol ou vôlei no Brasil, mas gradativamente ganha mais adeptos. O incentivo tem, entre outras origens, a NBA, liga americana considerada emocionante e espetacular. Jogadores brasileiros, como Oscar Shmidt, também inspiraram garotos a praticar o esporte em escolas e clubes e tornarem-se atletas.

Na APCEF-PR, o basquete é estimulado desde a infância. Sócios mirins de 7 a 15 anos podem aprender os fundamentos da modalidade e a jogar na escolinha, oferecida gratuitamente. Para os marmanjões que já costumam treinar e encestar, as opções são os treinos e competições, como o metropolitano, organizado pela federação estadual da modalidade, e torneios organizados por clubes ou equipes.

Desses jogadores, sócios empregados da Caixa Econômica Federal podem ter a chance de integrar o time que representa a APCEF-PR em competições regionais, como os Jogos do Sul, ou nacional, no caso, os Jogos da Fenae.

Quando acontece - Os treinos ocorrem às segundas-feiras, das 21h às 22h30, às quartas-feiras, das 20h30 às 22h30 e sábados, das 16h às 18h. A escolinha é ministrada aos sábados, das 15h às 16h.

Como participar – Falar com o professor Bruno Bressan para avaliação. No caso dos treinos, é preciso ter mais de 16 anos.

Contato: Professor Bruno Bressan – 99955-9923/99642-1535 (WhatsApp) e esportes@apcefpr.org.br

Diretor de Esportes: Emerson Pinto
Gerente de Esportes: Ester Kokubu
Coordenação de basquete: Ricardo Mais Loss - 98404-8542 e e-mail ricardomaia1@hotmail.com

bot_o associe-se.png

saude_caixa.png

Falhas em cobrança do Saúde Caixa demonstram sucateamento da gestão

Na semana em que usuários protestaram em defesa do plano de saúde, débitos em duplicidade geraram transtornos aos trabalhadores

Materia-EFC-Circo.jpg

Incentive o acesso à arte! Destine parte do seu IR devido para produções culturais

A adesão ao Eu Faço Cultura, projeto da Fenae e das Apcefs que democratiza o acesso à cultura em todo o país, segue até o dia 17 de dezembro. Mas não deixe para a última hora! Cadastre-se o quanto antes

pesquisa_bancaria.png

Estudo aponta que bancos fecham 2.675 postos de trabalho em cinco meses de 2018

Dados são do Caged, órgão do Ministério do Trabalho. Maiores saldos negativos foram registrados em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Demissões na Caixa ocorreram devido ao programa de desligamento de empregados