07/11/18 18:47

Caixa revoga aumento da mensalidade do Saúde Caixa

A Caixa Econômica Federal enviou comunicado a todas unidades informando, em cumprimento ao estabelecido no Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2020, a revogação da CI DEPES/SURBE 001/17 #10, que estabelecia o reajuste dos percentuais da mensalidade do Saúde Caixa.

“Essa é mais uma conquista da Campanha Nacional dos Bancários deste ano. A defesa da manutenção da fórmula de custeio do Saúde Caixa foi uma das prioridades tiradas no 34º Conecef”, ressaltou a secretária de Cultura e representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) na mesa de negociações com o banco, Fabiana Uehara. Ela lembra que a CI revogada tratava do aumento unilateral do Saúde Caixa sem qualquer negociação com os trabalhadores e que até então não tinha sido aplicado graças a uma liminar conquistada pela Contraf-CUT e pela Fenae.

“A Caixa queria que retirássemos a ação que tínhamos contra o reajuste. Dissemos que só aceitávamos se o banco revogasse a CI”, explicou a dirigente da Contraf. A revogação ocorreu em decorrência do Acordo Coletivo dos Trabalhadores (ACT) 2018-2020, que prevê a manutenção dos percentuais, dos valores e da fórmula de custeio do Saúde Caixa, que prevê a responsabilidade de 100% dos custos administrativos e 70% dos custos assistenciais para a Caixa. Os empregados arcam com 30% dos custos administrativos do plano.

A liminar contra os reajustes foi obtida no dia 31 de janeiro. No processo, as entidades argumentaram que os aumentos no plano de saúde afrontam o ACT 2016-2018, que estava em vigor. Quando concedeu a liminar, o juiz Renato Vieira de Faria, da 22ª Vara do Trabalho de Brasília (DF), afirmou que “se identifica no ato emanado unilateralmente pela parte ré (Caixa) a contrariedade às cláusulas coletivas”.

“Diferentemente do que a direção da Caixa diz, estudos feitos por uma empresa contratada pelo próprio banco mostram que os próximos anos serão de superávit do nosso plano de saúde. É bom frisar, porém, que essa foi uma batalha vencida. A luta continua, pois virão outros ataques ao Saúde Caixa e a outros direitos da categoria”, afirma Fabiana Matheus, diretora de Saúde e Previdência da Fenae.

Defesa da Caixa
Fabiana Uehara conclamou também os empregados e toda a sociedade a se juntar à campanha #NãoTemSentido, realizada pela Fenae com apoio das entidades representativas dos trabalhadores, que mostra à sociedade que não tem sentido privatizar a Caixa e acabar com programas sociais como o Minha Casa, Minha Vida.

Acesse www.naotemsentido.com.br

Fonte: Fenae Net

NaoTemSentido-600x400.png

Participe da campanha “Não tem sentido” enviando vídeos e depoimentos em defesa da Caixa

O lançamento da campanha pela Fenae ocorre em momento de ataques ao patrimônio público e da volta do discurso privatista

materia-600x400px-sorteio21-11.png

Dia 21 de outubro tem sorteio da campanha de associação da Fenae e das Apcefs

Neste mês serão sorteados iPhones, Smart TVs e cafeteiras. Ainda tem viagens para Paris, cujos ganhadores serão conhecidos em janeiro de 2019

6_Inaugura__Aes_Bel_igua - Copia.gif

Novas inaugurações marcam três anos do Movimento Solidário em Belágua

Em mais uma etapa das ações voltadas para melhoria das condições de vida das famílias do município maranhense, serão entregues dois tanques de peixe, uma casa de farinha e a segunda fase do projeto de abelhas sem ferrão

Trabalhadores conquistam primeira vitória contra CGPAR no Congresso Nacional

Após aprovação unânime na CTASP, projeto precisa passar pela CCJ, Plenário da Câmara e Senado. PDC 956/18 pede sustação de resolução que inviabiliza as autogestões de saúde

07/11/18 19:35

Enquete