09/11/18 08:19

Pesquisa mostra maior adoecimento entre as mulheres que trabalham na Caixa

Mais de 40% das bancárias tiveram algum problema de saúde relacionado ao trabalho nos últimos 12 meses. Subnotificação e horas extras é muito maior no público feminino

As mulheres que trabalham na Caixa estão mais doentes que os homens. A pesquisa Saúde do Trabalhador da Caixa 2018, realizada pela Fenae, mostra que 40,7% das mulheres que trabalham no maior banco público do país tiveram algum problema de saúde relacionado ao trabalho nos últimos 12 meses. Entre os homens, a incidência é de 28,4%. A empresa, porém, não dispõe de uma política de saúde mental adequada, muito menos que contemple as necessidades do público feminino.

Mais da metade dessas mulheres que ficaram doentes (54,7%) tomou remédios. Antidepressivos representam 28,4% dos casos, enquanto entre os homens esse tipo de medicamento foi usado em 22,5% dos casos.

“Já passou da hora de a Caixa implementar uma política de saúde mental para seus empregados. Quando analisamos a situação das mulheres, a medida é mais urgente ainda. Os empregados da Caixa estão adoecendo e as mulheres mais ainda, mas o banco negligencia isso”, afirma a diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus.

Mais horas extras e mais assédio moral

Em geral, percebe-se uma maior suscetibilidade das mulheres aos problemas identificados na pesquisa. O cumprimento de horas extras, por exemplo, é um fator mais comum entre as mulheres. Entre elas, 33,8% afirmam trabalhar além da jornada sempre, frequentemente ou às vezes, situação relatada por 28,7% dos homens.

Em geral, a relação com a chefia imediata é bem avaliada pelos trabalhadores da Caixa, independentemente do tipo de unidade, região ou sexo. A convivência com a chefia é considerada ótima ou boa por 87,1% das mulheres e por 86,1% dos homens. Contudo, as mulheres relatam passar por mais situações de assédio. Quando perguntadas sobre pressão excessiva por metas, 30,6% relataram passar por essa situação várias ou algumas vezes, enquanto entre os homens, esse problema apareceu em 25,1% dos casos.

Subnotificação é maior entre as mulheres

Na maioria das vezes, os problemas de saúde ficam na informalidade. A Caixa emitiu Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) para licenças causadas por problemas mentais em apenas 13,6% dos casos. A pesquisa analisa a diferença entre os sexos e mostra que para os homens a emissão de CAT ocorreu em 18,1% dos casos, enquanto para as mulheres, somente 9,6%. A subnotificação é muito maior entre as mulheres, que geralmente, perdem suas funções mais facilmente, são mais cobradas em relação a ausências associadas a filhos ou família, entre outros aspectos culturais e corporativos.

Assédio sexual e sofrimento contínuo

Quando o assunto é assédio sexual, 7,9% das mulheres dizem ter conhecimento de alguma situação de assédio moral ocorrida no ambiente de trabalho, enquanto entre os homens, esse relato ocorre em 4,9% dos casos. Entre elas, 60,1% conhecem colegas que passaram por sofrimento contínuo em função do trabalho, algo relatado por 46,5% dos homens.

Acesse a pesquisa com dados por sexo.

 

Murilo timo.jpg

Vencedor do Talentos Fenae/Apcef se apresenta neste sábado na Campus Party Brasil

A Banda de Murilo Timo, primeiro colocado no Talentos Fenae 2018, participa da grande final do Festival de Bandas promovido pelo evento.

CARD PREVIC BENEFICIO REDUZIDO 600X400.jpeg

Previc cogita redução de benefícios como forma de evitar déficits

Para a diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus, “compensar o desequilíbrio atuarial às custas da diminuição de direitos dos participantes não é solução, é um subterfúgio desleal que não pode prosperar”

apcef ba lavagem.jpg

Lavagem reúne mais de três mil pessoas na Apcef Bahia

Com muita animação e vestindo camiseta de defesa da Caixa, milhares curtem a 28ª edição do evento, realizado no último domingo, em Salvador

Esgotadas as vagas para o Baile de Máscaras e Fantasias em Curitiba

A secretaria registrou 200 inscrições, entre a entrada gratuita para sócios e as com taxa para convidados. O carnaval acontecerá no dia 2 de março, nas sede da capital.

15/02/19 12:36

Copel interromperá o fornecimento de energia na sede social nesta segunda

Com essa medida, instalações e serviços da APCEF serão afetados. Saiba quais são e programe-se!

14/02/19 15:49

Estreia da Cumbuca de tênis de campo teve como destaque a presença feminina

Aos poucos, elas estão aparecendo mais. Na cumbuca, as tenistas disputaram partidas em duplas mistas e viram mais espaço para jogar.

12/02/19 14:52

Enquete