Espaços Gourmet: De eventos gastronômicos a confraternizações


Em eventos da APCEF-PR, associados têm demonstrado talento na cozinha e surpreendem os colegas com receitas deliciosas. Outros gostam de reunir a família e amigos à boa mesa em um lugar confortável e moderno, seja para encontros mais aconchegantes ou comemorações um pouco maiores.

Para essas e outras ocasiões, a associação oferece quatro Espaços Gourmet, na sede social. Os Espaços 1 e 2 têm espaço para até cinquenta pessoas cada um. Já os espaços 3 e 4 comportam até 80 convidados cada.

Todos os salões são equipados com a estrutura necessária para a realização das reuniões e preparação de diversos pratos. Nos espaços, a associação disponibiliza pratos, copos, talheres, taças de sobremesa, utensílios para cozinha, micro-ondas, geladeira, cooktop e churrasqueira.

Período de uso: De domingo à domingo, das 10h às 23h.

Como reservar: as reservas com até 7 dias de antecedência deverão ser feitas pelo o sócio titular ou cônjuge dependente via Serviços Online, fora do prazo através do WhatsApp (41) 8710-1395 ou e-mail churrasqueiras@apcefpr.org.br.

Observação: Para eventos com convidados, deve ser encaminhada uma lista com RG ou CPF dos convidados 48 horas úteis antes da data do evento.

DSC01638.jpg

bot_o associe-se.png

BHAudiencia600x400.jpg

Audiência na Câmara de Belo Horizonte discute fechamento de bancos públicos

Instituições devem garantir os avanços sociais e o desenvolvimento do Brasil, destacaram os participantes do evento. O diretor Cardoso representou a Fenae no evento

IMG_6089.jpg

Campanha “Defenda a Caixa você também” chega às ruas e às unidades do banco

Entre as ações, há artes veiculadas em outdoors e busdoors, além de spots rodando nas principais redes de rádio. Cartazes, praguinhas e balões foram enviados para todas as agências e áreas meio da Caixa

1510876085440.jpg

Occhi diz que abertura de capital da Caixa não está no horizonte. Mobilização não pode parar!

Presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, lembra que o governo já manifestou que quer transformar o banco em S/A. Por isso, alerta que mobilização de empregados e sociedade deve ser intensificada