02/12/19 15:23

Baile do Havaí inova e atrai público de cerca de 600 pessoas

Abre_site4.jpg

No ginásio 1 da sede de Curitiba, decoração temática com carrancas havaianas na entrada e novo desenho do salão, estilo casa de show, indicavam que a noite de sábado (dia 30) prometia. Por volta das 23h, a banda New York subiu ao palco do Baile do Havaí e superou as expectativas, agitando público de cerca de 600 pessoas.

A abertura do show teve a apresentação de casais do curso de dança de salão, comando pelo professor Clézio Dias, que ajudou a animar o baile fazendo passos durante diversas músicas. Difícil mesmo ver alguém resistindo às performances e repertório diferenciados da banda.

Grupodanca.19.jpg

Destaque para a homenagem a Ney Mato Grosso e a Freddy Mercury, com direito a troca rápida de figurino e interpretação surpreendente. Pout-pourri de canções dos anos 80, como Daddy Coul, de Boney M, e sucessos de Modern Talking, também fizeram a plateia vibrar e cantar em ritmo de coro.

Ao fundo, extensa mesa de frutas garantia a reposição de energia dos participantes. Quem queria uma mistura tropical alcóolica pôde provar as opções de coquetéis.

FredyMercury_site.jpg

Para animar mais o baile, integrantes da New York desceram do palco e interagiram com sócios no salão. Até o presidente da APCEF-PR, Vilmar Smidarle, e sua esposa, Débora, entraram na dança. “O evento estava muito bonito e em clima de alto astral. Pelos comentários que recebemos, as mudanças realizadas, como contratação de banda diferente, piso novo, alteração do local do palco e de mesas, agradaram os associados”, ressaltou o presidente.

Depoimentos e atrações
Anderson Zinher, da Superintendência (SR) Curitiba Leste, que estava acompanhado da esposa Maiara, de casal de convidados e colegas da agência Marechal, confirma a percepção de Vilmar. “Este ano o baile estava ainda mais bonito e divertido. Não pudemos participar da apresentação de dança com nossos colegas, mas colocamos em prática o que aprendemos nas aulas do professor Clézio e quase não paramos”, avaliou Anderson.

Anderson_site1.jpg

Outra surpresa da noite foi a chegada de robô de lead, que virou atração da festa. Adultos e crianças quiseram tirar fotos e gravar vídeos com o convidado cibernético.

Em sua estreia no baile, o empregado da Caixa, Maurício Hreczkiu, disse ter se divertido no evento. “Gostei do ambiente como um todo e a banda é muito boa. Certamente vamos participar do baile no próximo ano”, contou o sócio, que também atua na SR Curitiba Leste e trouxe a esposa e amigos.

Por volta das 2h, a organização serviu canja. Foi o momento de se descansar, tomar fôlego e logo voltar à pista, que ficou cheia na maioria do tempo e abrigou sócios dançarinos até altas horas.

Acesse o álbum completo e aprecie mais fotos

 

 

Compartilhe